Antonio Candido: O jovem Florestan

Blog da Boitempo

jovem florestan “Florestan Fernandes era um grande homem. Não conheço ninguém que tenha vencido na vida como ele venceu, partindo de onde partiu. Sem facilidade nenhuma, construiu uma trajetória exemplar, centímetro a centímetro. Tinha um alto senso de dever como cidadão e como socialista. Entrou nessa luta, sofreu com isso, foi punido. Nunca baixou a crista.” – Antonio Candido, na quarta-capa do livro Florestan: a inteligência militante

Por Antonio Candido.*

Falando na Universidade de São Paulo, acho oportuno evocar a luminosa carreira de Florestan Fernandes, licenciado em Ciências Sociais na turma de 1943 da Faculdade de Filosofia. O meu intuito é apenas lembrar a fase inicial dessa carreira, do começo dos anos de 1940 ao começo dos anos de 1950, quando fomos companheiros de trabalho na Cadeira de Sociologia n, regida por Fernando de Azevedo.

Como estudante, Florestan Fernandes já se distinguira em todas as matérias, aproveitando ao máximo e…

Ver o post original 1.773 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s